Artigo Semanal | Professor sem Fronteiras: Lançamento!

31/08/2016

 

Com intuito de oferecer mais uma fonte de conhecimento e ajudar a formar educadores, o IBFE inicia hoje mais uma série de conteúdos relevantes e atuais: Professor sem Fronteiras por Prof. Carlos Dorlass.

Confira o primeiro artigo: 

 

Ensino Personalizado

A nossa mente é como uma sala repleta de coisas que vão se acumulando com o tempo. Precisamos nos livrar - de forma contínua - daquelas que não nos servem mais (teorias superadas, premissas limitadoras, receitas obsoletas que continuam a ser usadas no "piloto automático", ao invés de trazermos coisas novas). 

O problema não está em colocar ideias novas na mente, mas em como de lá retirar as antigas e superadas. Ao liberar espaços na mente, a criatividade irá instantaneamente preenchê-los.

Para tanto, necessitamos de:

ü  100% da atenção de cada um;

ü  100% de nós prontos para o debate.

Hoje, ao terminar a leitura deste artigo, peço que planeje mudanças, sempre para melhor, mesmo que o trabalho realizado tenha sido bom.

E amanhã, ao reiniciar as atividades, que sejam executadas de forma diferente e de uma maneira melhor.

Precisamos agir sempre com base na premissa de que o coração e a alma devem estar sempre 100% em tudo que viermos a fazer, em casa ou no serviço. A verdadeira motivação é aquela que se faz presente:

Quando estamos livres para expressar nossa criatividade;

Quando conseguimos sentir que fazemos diferença;

Quando estamos contribuindo para a construção de algo melhor para todos e para o todo.

 

O Ensino Personalizado tem sido uma das maiores tendências educacionais em todo o mundo. Esse modelo de estudo consiste em criar estratégias pedagógicas individualizadas para cada aluno, aumentando sua performance. Isso vai ao encontro do que Paulo Freire, um dos mais respeitados especialistas em educação brasileira, já afirmava há alguns anos: o aluno só aprende de fato quando é estimulado a fazer conexões próprias e consegue fazer com o que o conhecimento adquirido tenha sentido em sua vida.

Se observarmos atentamente, hoje temos opções de personalização de conteúdo em TVs, carros montados ao gosto do comprador, músicas baixadas da internet à la carte e até mesmo a construção de imóveis com entradas independentes para cada morador. Portanto, não faz o menor sentido que o setor de educação fique de fora dessa tendência mundial, desde que sejam respeitadas as especificidades do processo educativo.

Se perguntarmos para um professor se ele personaliza o ensino, nem sempre a resposta será sim. Mas, se pedirmos para que aponte características de um ensino adequado às necessidades do século 21, certamente apontará fatores que envolvam a personalização. Dirá que os alunos precisam ser autônomos, que devem aprender a aprender, que devem ver sentido nas aulas e por aí vai.

Assim, o termo ensino personalizado pode ainda não ser amplamente difundido e o vocabulário pode não ser comum, mas a personalização já está aí.

 

E aqui começo perguntando aos leitores: qual a sua visão a respeito do Ensino Personalizado?

Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes

Palestra com Prof. Carlos Dorlass - "A quarta Revolução e seus impactos na Educação"

May 14, 2017

1/10
Please reload

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square